As Crônicas de Nárnia. Nárnia é obra do teólogo C.S. Lewis, ganhará nova adaptação para o cinema

As Crônicas de Nárnia. Nárnia é obra do teólogo C.S. Lewis, ganhará nova adaptação para o cinema

  • 11 de fevereiro de 2016

“As Crônicas de Nárnia”, obra do teólogo C.S. Lewis, ganhará nova adaptação para o cinema

A franquia de livros “As Crônicas de Nárnia”, obra do escritor e teólogo irlandês C.S. Lewis, terá outra adaptação feita para o cinema, dessa vez do título “A Cadeira de Prata”, quarto livro da série. O filme, no entanto, não contará com nenhum personagem presente nas adaptações anteriores, todos serão vistos pela primeira vez nas telonas.

Em 2013, a C.S. Lewis Company e a produtora The Mark Gordon Company fecharam um acordo para produzir o quarto filme de “Crônicas de Nárnia”. O roteirista David Magee, o mesmo de “As Aventuras de Pi”, já produziu o roteiro do filme com o mesmo nome da obra original, “A Cadeira de Prata”, depois de um ano trabalhando no projeto.

Não foram reveladas maiores informações sobre quem estará a cargo da direção e sobre o novo elenco, mas o produtor Mark Gordon afirmou que “todos os personagens serão originais, serão diretores diferentes, e virá um time inteiramente novo de onde ele vem”.

“A Cadeira de Prata” se passará décadas depois de “As Crônicas de Nárnia – A Viagem do Peregrino da Alvorada”. A história narra o retorno de Eustáquio para Nárnia, na companhia de sua amiga Jill Pole. Os personagens já existem na mitologia dos livros e serão explorados pela primeira vez no cinema.

A franquia de sete livros do teólogo irlandês C.S. Lewis foi escrita entre 1949 e 1954 e se tornou um clássico da literatura, com mais de 120 milhões de cópias vendidas mundialmente. A obra está cheia de mensagens que referenciam o Cristianismo, através da linguagem figurada. O Grande Leão de Nárnia, Aslam, por exemplo, é uma referência a Jesus, que entrega sua vida para salvar o povo, vindo a ressuscitar depois.

Os filmes não exploraram essa simbologia cristã usada na obra original. Porém, David Magee, responsável pelo roteiro de “As Aventuras de Pi”, filme com fortes referências cristãs, pode fazer com que o verdadeiro objetivo de Lewis ao escrever a história de Nárnia ganhe mais espaço na tela de cinema.

Por Ana Louise
banner_msouza3_264x207
bvertical_guia